Curtas-metragens animados sobre inclusão

0
849
Curtas-metragens animados

Existem alguns curtas-metragens que abordam a inclusão das pessoas com deficiência e que reforçam a importância da convivência com os demais. Estes curtas podem ser assistidos por meio do smartphone, computador ou até mesmo pela televisão.
Inclusive, muitos professores costumam apresentar estes curtas, justamente para discutir sobre o assunto e fazer com que os seus alunos reflitam a temática.

Curtas-metragens animados

Abaixo, listamos seis dos inúmeros curtas que você pode assistir.


Out of Sight (Fora ou Longe de vista)

É um curta-metragem de animação produzido por Yeh Ya-hsuan, Ya-ting Yu e Chung Ling, estudantes da Universidade de Artes, em Taiwan. Conta as aventuras de uma menina cega após o seu cão guia fugir e com isso, tem que enfrentar a ida por caminhos desconhecidos. A duração é de seis minutos, possui poucas falas, mas é bem envolvente.

Porque Heloísa?

Baseado na história real de uma menina que tem paralisia cerebral.
Este curta faz com que as pessoas pensem na deficiência sobre o o ponto de vista da inclusão. Aborda sobre o direito a uma vida plena.

Filme: Por que Heloísa?

O presente

Este curta ganhou mais de 50 prêmios. Ele é baseado na história de um garoto que ama vídeo-games e que ganha um cachorro sem uma perna. Inicialmente, há uma rejeição, mas com o decorrer nasce uma grande história de superação e amizade.

Tamara

Retrata a história de uma menina com deficiência auditiva e que sonha em ser bailarina. Para muitos, seu sonho é impossível, mas não para Tamara. O curta-metragem Tamara foi dirigido por Craig Kitzmann e Jason Marino e produzido pelo studio House Boat Animation.

Esse é o ponto

Este curta foi criado por alunos de uma escola pública em Campinas dentro da ação educativa “Ciência e Arte nas Férias-2011” da UNICAMP e tem a duração de oito minutos. Aborda sobre as diferenças Humanas e suas peculiaridades em um ponto de ônibus.

Brincadeirantes

Paulo Henrique Machado, desde um ano de idade, vive ligado a um respirador artificial. Paulo Henrique também foi o criador deste curta.
Por meio do Brincadeiras, Paulo apresenta as suas experiências quando vai a um parque de diversões junto com seu tio. A emblemática é que os funcionários das barraquinhas lhe presenteavam, sem precisar participar das brincadeiras e com isso, ficava frustrado por ser tratado de forma especial.

Deixe um comentário

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui